O que um integrador de robôs realmente faz? Contribuição de um convidado.

Sébastien Devant é coproprietário e gerente da divisão de automação e robótica da integradora de robôs ACG na França. No artigo do convidado, ele explica o que é a integração de robôs:

Para que se precisa de um integrador de robôs?

Quando, por exemplo, um fabricante ou fornecedor de automóveis precisa de uma nova linha de produção para portas de automóveis, há muito a considerar: os componentes brutos da carroceria têm de ser processados na ordem certa e com o processo correto. Para que isso funcione, muitos componentes precisam trabalhar juntos sem problemas – incluindo robôs industriais que movimentam as peças e as colocam na posição correta, mas também robôs e sistemas de soldagem. Configurar e coordenar todos os componentes do sistema para isso é uma tarefa que demanda responsabilidade e requer muito esforço. O fabricante prefere confiar essa tarefa a um especialista: o integrador de robôs.

Os integradores de robôs projetam e constroem sistemas de produção – desde pequenas estações de montagem até linhas de produção inteiras com quinze robôs ou mais. Para esse fim, integramos robôs em um ambiente de produção composto por diferentes máquinas. Dessa forma, o cliente recebe tudo de uma única fonte, economizando tempo e trabalho e beneficiando-se de nossa experiência. Além disso, como integradores, assumimos total responsabilidade por todo o sistema, o que minimiza enormemente o risco do cliente.

Integrador de robôs

Como funciona na prática um projeto desse tipo?

Primeiro vem o  processo de planejamento. Nele, no âmbito global, os integradores precisam dar atenção especial a três pontos:

  • Qualidade
  • Confiabilidade
  • Duração do ciclo

Cada sistema é único e precisamente personalizado para o cliente. Compreender suas exigências e torná-las transparentes é a grande tarefa no início de cada projeto. A abordagem correspondente varia de acordo com o setor de atividade.

Na indústria automotiva, há uma especificação do projeto do produto especial. Trata-se de um formulário muito detalhado que o cliente preenche e no qual estão incluídos todos os aspectos necessários. Por exemplo, os seguintes aspectos são questionados:

  • Arquitetura de hardware e software existente
  • Sistemas de segurança
  • Exemplos de aplicação
  • Sensores necessários
  • Desempenho exigido do sistema
  • Requisitos da interface do usuário

A situação é diferente na indústria metalúrgica e na produção de bens de capital, onde tais especificações quase nunca são utilizadas. Portanto, auxiliamos o cliente nesses setores a identificar e definir os requisitos específicos. Em seguida, sugerimos um sistema, que é concluído com o cliente.

O que é importante no comissionamento de um sistema de robôs?

A montagem e o comissionamento na fábrica do cliente devem ser rápidos. Entretanto, o ajuste correto dos parâmetros de soldagem no local requer alguma experiência e cuidado para garantir que a qualidade requerida seja alcançada durante a operação.

Para garantir um bom funcionamento com alta qualidade de produção, oferecemos treinamentos no local para os funcionários. Evidentemente, também estamos disponíveis posteriormente para orientação e suporte, por exemplo, se for necessário reiniciar o sistema em caso de problemas. Caso o cliente não possa ou não queira executar ele mesmo as medidas de manutenção, a ACG também oferece suporte.

Testes de soldagem para garantir a qualidade

A qualidade é uma questão particularmente sensível em aplicações de soldagem, pois a soldagem é um processo complexo e o sucesso depende de muitos fatores. Sempre que um novo processo ou um material especial, como alumínio ou aço inoxidável, é utilizado em um projeto, testamos, portanto, a soldagem dos componentes com antecedência. Para tanto, temos vários sistemas de soldagem com robô com equipamentos de soldagem da Fronius disponíveis em nosso laboratório de testes na ACG. Quando o uso de um novo método de soldagem é cogitado, nossa fornecedora de tecnologia de soldagem Fronius na França realiza tais testes para nós.

Como escolhemos nossos sistemas de soldagem?

A soldagem é considerada um „processo especial“, o que reflete a complexidade desse método de união. É por isso que prestamos especial atenção aos seguintes fatores ao selecionar os sistemas de soldagem:

  • o ajuste simples dos parâmetros de soldagem
  • a facilidade da manutenção
  • e a estabilidade do ponto central da ferramenta.

Um sistema de soldagem precisa ser fácil de manusear, isso se aplica ao ajuste dos parâmetros de soldagem bem como para a manutenção. O ideal é que sistemas de assistência ajudem o soldador: com um modo Teach, é possível economizar tempo ao se programar o robô, e estabilizadores para penetração de solda e comprimento do arco voltaico asseguram a alta qualidade do cordão de soldagem nos processos de soldagem Low Spatter Control e Pulse Multi Control. Em aplicações com robôs, é também importante manter o ponto central da ferramenta (TCP, sigla em inglês) constante.

Ponto central da ferramenta (TCP) O TCP é o ponto operacional na ferramenta de um robô. Isso pode ser o meio entre dois dedos da garra ou a ponta do eletrodo de arame no caso de um robô de solda. O TCP é o ponto de referência mais importante para a programação dos caminhos de movimento.

Se a tocha de solda colide com o componente, esse ponto tem que ser cuidadosamente reprogramado quando os componentes se movimentam um pouco. Os sistemas de soldagem da Fronius que usamos têm uma CrashBox magnética, que reduz imediatamente a carga ao mínimo após uma colisão, evitando assim danos ao corpo da tocha de solda e à unidade de acionamento. A altíssima precisão na redefinição de +/- 0,05 milímetros permite que o trabalho continue imediatamente.

Trabalhamos com os sistemas de soldagem da Fronius porque eles atendem exatamente às nossas exigências. Os equipamentos da líder em tecnologia na área de soldagem com robô garantem a confiabilidade e a qualidade de nossos sistemas. Graças aos muitos anos de parceria, temos uma relação de forte colaboração com a Fronius, os técnicos sempre nos apoiam rapidamente e podemos fazer todo tipo de solicitação. É claro, nossos clientes também se beneficiam disso.

 Sebastien Devant do ACG Automatisme
Sebastien Devant e Vincent Bitaud, ACG

A especialista: integradora de robôs ACG A Automatismes C.G., sediada na Normandia, vem construindo unidades de produção com robôs que empunham, transferem, montam e, acima de tudo, soldam componentes há 32 anos. 50 por cento dos sistemas da ACG são utilizados na indústria automotiva, mas os clientes da ACG também incluem as indústrias alimentícia, farmacêutica e de cosméticos, a indústria metalúrgica e as empresas de aviação. A integradora de robôs tem trabalhado com a Fronius no setor da tecnologia de soldagem por mais de 25 anos.

22

Compartilhe as suas ideias